A Produção

O processo de extração do sal marinho divide-se em três etapas: a concentração da água do mar, a cristalização do cloreto de sódio e a colheita e lavagem. Por utilizar processos naturais, a produção da Norsal sofre influência do clima e é programada de acordo com as estações de seca e de chuvas: o bombeamento, concentração e cristalização da água do mar começam em junho/julho, início da estação seca. A colheita e a lavagem do sal cristalizado são feitas entre agosto e fevereiro. De março a maio, período de chuvas da região salineira, o processo é interrompido. Esse tempo é dedicado à manutenção e ao preparo da nova safra.

Para entender o caminho das águas passe o mouse sobre o mapa e clique nos números.

1. Pureza desde o bombeamento da água do mar

A pureza dos produtos da Norsal começa na captação, que é feita diretamente de águas virgens do Oceano Atlântico para a área de evaporação.

É o inicio de uma viagem de cerca de 60 dias pelos tanques das salinas.

2. Um ecossistema semelhante ao do mar

A água do mar é exposta ao sol para evaporar e aumentar a concentração de sal. A evaporação média é de 8 milímetros por dia. Nesta fase, a fauna e a flora ainda são semelhantes às do mar.

3. Fauna e flora de ambientes salinos

Aumenta a concentração de sal, produzindo uma salmoura de maior densidade. As espécies de plantas e de animais começam a se mostrar diferentes das do mar e aparecem os primeiros exemplares de fauna e flora típicos de ambientes salinos.

4. A artêmia entra em ação

Nesse ponto introduz-se na salmoura a artêmia salina, um micro-crustáceo que age como filtro biológico, absorvendo todos os microorganismos e purificando a salmoura.

A salmoura continua a se concentrar até atingir o limite de saturação e ficar pronta para ser transferida para os cristalizadores.

5. Cristais acumulados: hora da colheita

Nos cristalizadores, a evaporação da salmoura saturada precipita os cristais de sal. Cada cristalizador mantém uma lâmina de 30 a 40 centímetros de salmoura, que é trocada a cada trinta ou quarenta dias.

Precipita-se por mês uma camada de 2,5 a 3 centímetros de sal. Quando a camada chega a uma altura de 15 a 18 centímetros, retira-se a salmoura e inicia-se a colheita.